21 de fevereiro de 2009

Seu pai, uma paixão



Ele te desejava há anos... e agora, com a sua chegada, se sente pleno. Não faz corpo mole e tem disposição para ajudar nas horas difíceis. Já passou pelo menos duas noites sofridas ao lado de sua avó, tentando administrar o seu mal estar, enquanto a mamãe dormia para descansar e estar bem na hora de te amamentar. Na mais dura, a primeira em casa, ele foi poupado, porque quis comemorar a sua chegada tomando vinho com o Marcos Aurélio e a Kika. Mas se preocupou em "pedir permissão" para sua avó. Numa outra, depois de você dar um couro de duas horas no colo da vovó, mamãe foi te amamentar.

Vovó, morta de cansada, foi tomar banho. Papai ficou no quarto enquanto você mamava e te pegou logo depois para te fazer arrotar. Eu, preocupada com a dureza que seria para ele ter de lidar com o seu mal estar quando a vó não estiver por perto, ouvi: "Eu sou o pai, estou aqui para isso!". Vovó, ao saber no dia seguinte, disse: "Que frase mais linda! Que força!"
Você, nos braços dele, fica ainda menorzinho ... quando ele te pega de frente, peito com peito então... mamãe ama ver! Você adora. Ele te nina, te admira... tem paciência. Você relaxa. Fica te observando e diz que você é a cara dele!

Mamãe confessa que as mãozinhas, os pezinhos e as orelhinhas são uma miniatura da versão do pai. Ainda bem... quando você estava na barriga, a gente ficava pensando o que deveria puxar de quem, para ser lindo. Os pés, mãos e orelhas estavam na cota do pai. Veio como encomenda. O cabelo então, é do pai mesmo. Preto, lisinho... a coisa mais linda. Todo mundo que te vê, desde as visitas na maternidade, fala: "Gente, como é cabeludo!".

Ele está tão orgulhoso que quer te levar para todo canto... sair passeando por aí para te mostrar para o mundo. Se orgulha do seu crescimento e, muitas vezes, te chama de "gordo". Um jeito carinhoso de comemorar o seu desenvolvimento.
Mamãe fica muito feliz de tê-lo como companheiro, porque sabe que ele está pronto para tudo, para ajudar, para dividir, para cuidar. Seu pai é a nossa paixão.

2 comentários:

Eliane disse...

Que lindo Pri!!!
Como os maridos, pai do nossos filhos são tão importantes nestas horas né?! Lendo seu relato lembrei-me do comportamento Helder durante a gravidez e o pós nascimento do André. Acho que somos privilegiadas de termos ao nosso lado homens tão companheiros, solidários, compreensivos e presentes ! Isso nos conforta tanto né?!
Como é bom tê-los e saber que podemos contar com eles para o que for preciso, e ainda por cima saber que eles amam nosso bebê assim como nós!!!
Essas primeiras semanas são bem difícies, mas passam logo. Daqui a pouco o Rafa já estará adaptado a esse mundo aqui de fora e estará fazendo um monte de gracinhas!
Um super beijo para vocês!

Flavia Cavalcante disse...

Pri e Marco,
Fiquei muito emocionada ao ler as mensagens do blog. É muito lindo ver o amor de vcs e o fruto dele: o Rafinha lindo! Quero parabenizá-los pelo aniversário de casamento e pelo primeiro mês de vida do principe da casa. Ele está o máximo!
Bjs no coração

Flávia Cavalcante

Ps. O tio Luciano manda beijos!